CBV fica em segundo lugar no prêmio Sou do Esporte de governança

Publicado em: 20/12/2021

CBV fica em segundo lugar no prêmio Sou do Esporte de governança
Thamiris Iack e Radamés Lattari recebem o prêmio Sou do Esporte (Créditos: Divulgação/CBV)

A Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) ficou em segundo lugar na edição 2021 do Prêmio Sou do Esporte de governança, entregue na  sexta-feira (17.12).

Desde 2015 o prêmio avalia práticas de boa gestão, transparência e governança das confederações a partir de mais de 100 atributos. A CBV foi finalistas em todas as edições: ficou em terceiro em 2015 e 2016; e na quarta coloração em 2017, 2018 e 2019. A premiação não aconteceu em 2020 por causa da pandemia.  

"O sonho de todos nós que trabalhamos no esporte é que todas as Confederações terminem empatadas em primeiro lugar. Estou muito feliz porque, por mais um ano, o voleibol se mantém entre os finalistas. Foi um ano muito bom para o voleibol”, disse Radamés Lattari, vice presidente da CBV, que compareceu ao evento de entrega do prêmio ao lado de Thamiris Iack, da área de Governança e Planejamento da CBV.

A Confederação Brasileira de Tênis de Mesa ficou com o primeiro lugar na edição 2021. A CBVela ficou em terceiro; com a Confederação Brasileira de Triathlon e a CBRúgbi empataram na quarta posição. A CBGolfe completou a lista de premiados deste ano.

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro


Banco do Brasil

PATROCINADOR OFICIAL

Parceiros Oficiais