CBV promove encontro de comissões nacionais de atletas com Yane Marques

Publicado em: 03 DE JUNHO

CBV promove encontro de comissões nacionais de atletas com Yane Marques
Reunião online que aconteceu nesta quarta-feira (Créditos: Divulgação/CBV)

Em mais uma oportunidade promovida pela Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) aos componentes das comissões nacionais de atletas, foi realizado na tarde de quarta-feira (02.06) um encontro virtual super produtivo com a presidente da Comissão de Atletas do Comitê Olímpico do Brasil (COB), a medalhista olímpica, Yane Marques.

Participaram do bate-papo o vice-presidente da Comissão de Vôlei de Quadra, Rodrigão, e os integrantes da mesma, Gustavo Endres e Ariane. Da Comissão de Vôlei de Praia, estiveram na reunião online o vice-presidente Ramon Gomes, e os componentes Caroline e Lucas.

A CEO da CBV, Adriana Behar, abriu a conversa, dando as boas-vindas e agradecendo pela participação. “A Yane sempre foi uma atleta diferenciada dentro e fora do esporte. Ela tem uma experiência grande nesse processo de transição e a frente da Comissão de Atletas do COB. A ideia é compartilhar as experiências, os desafios, a visão dela porque isso só tem a contribuir para as comissões do voleibol”, disse Adriana Behar.

Yane, medalha de bronze no pentatlo moderno nos Jogos de Londres/2012, abriu a conversa contando um pouco da sua trajetória na modalidade e falou sobre a sua atuação no dia a dia a frente da Comissão de Atletas do COB.

“Quero aplaudir o gesto da CBV de estar buscando essa aproximação, trazendo os atletas para junto, para serem ouvidos, atendidos e os atletas, em contra partida, a partir do momento em que a gente entende como essa máquina gestão funciona, ficamos municiados de informações que às vezes não chegam até nós enquanto atletas”, comentou Yane.

A presidente da Comissão do COB ainda se aprofundou neste ponto que considera fundamental para uma boa relação entre entidades e comissões. “Só depois disso passamos a entender algumas coisas que, a princípio, pareciam absurdas. Quando começamos a entender as limitações e os pacotes fechados que recebemos, o diálogo e o entendimento ficam muito melhores e, por consequência, as coisas fluem melhores também”, explicou Yane.

O bate-papo com a medalhista olímpica durou cerca de 1h30 e, além deste, os integrantes das comissões de atletas do voleibol terão outros dois encontros virtuais nas próximas semanas. A CBV tem como objetivo aumentar a proximidade e fazer com que todos trabalhem unidos e de forma positiva em prol da modalidade.

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro


Banco do Brasil

PATROCINADOR OFICIAL

Parceiros Oficiais