CBV reabre as portas com todo protocolo de segurança

Publicado em: 15/06/2020 15:16

Depois de 87 dias funcionando em sistema de home office, com todos trabalhando de casa, devido a pandemia da COVID-19, a Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) reabriu suas portas nesta segunda-feira (15.06), mas ainda funcionando em um esquema de rodízio atendendo a todo o protocolo de segurança.

Pelo planejamento feito pela gestão da entidade, o processo de retorno será feito em etapas, e a primeira dela foi a realização de testes do tipo PCR (que identifica a presença do vírus SARS-CoV-2 nas vias respiratórias) em todos os funcionários na última terça-feira (09.06). A partir de então, os colaboradores foram divididos em grupos, para trabalharem em regime de rodízio.

Antes do retorno, todas as instalações do escritório da CBV passaram por um serviço de desinfecção completo, e todos os profissionais participaram de uma videoconferência na sexta-feira (12.06), com instruções sobre os cuidados dentro e fora das dependências da instituição. E ouviram a palestra do médico da CBV, João Olyntho, que orientou e sanou dúvidas dos participantes.

Os 19 colaboradores que estiveram na entidade nesta segunda passaram por um processo de higienização, como troca de sapatos na entrada, disponibilização de álcool em gel em todas as estações de trabalho, medição da temperatura corporal, entre outras ações. Todas elas foram acompanhadas de perto pelo doutor João Olyntho. Outro detalhe do protocolo de retorno é o expediente dentro do escritório, que, nesta primeira fase, será reduzido (das 10h às 14h).

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro


Parceiros Oficiais