Atletas e técnico do vôlei são homenageados no Prêmio Brasil Olímpico

Publicado em: 11/12/2019 11:13

O Prêmio Brasil Olímpico, noite de gala do esporte brasileiro, aconteceu na terça-feira (10.12), com presença dos grandes que representam o país. Entre eles, o vôlei não poderia estar fora. Premiado como o melhor técnico de esportes coletivos do ano de 2019, Renan subiu ao palco em homenagem de destaque, e Ágatha/Duda e Bruninho foram premiados como melhores do ano no vôlei de praia e no vôlei de quadra.

Renan foi eleito o melhor técnico pelo segundo ano consecutivo. A premiação foi comemorada, mas o treinador fez questão de deixar claro que só veio pelos bons resultados conquistados por todo o grupo nesta temporada de 2019.

“Esse foi um ano muito bom e ficamos feliz, pois os resultados nos mostram que estamos em um bom caminho. Porém, sabemos que isso não nos credencia a nada para 2020. Esporte é questão de momento e estamos em um bom momento. Foram 45 jogos disputados com 41 vitórias, jogadores sendo reconhecidos internacionalmente e isso serve para nos alimentar cada vez mais. Estou aqui hoje representando a comissão técnica e todos os atletas”, disse Renan.

O técnico da seleção brasileira masculino ainda falou sobre 2020. “Nosso grande objetivo é no ano que vem. Sabemos que hoje temos seis, sete seleções em condições de conquistar o ouro olímpico e o Brasil é uma delas. E, tendo essa chance, nós vamos chegar lá querendo muito esse resultado. Estamos convictos que esses garotos vão se doar ao máximo porque há brilho no olhar”, afirmou Renan.

Em 2019, o Brasil disputou a Liga das Nações, onde ficou em quarto lugar, e depois foi campeão no Memorial Wagner, conquistou a vaga em Tóquio no Pré-Olímpico, no Sul-Americano e na Copa do Mundo – sem perder nenhum jogo nas quatro competições.

O levantador e capitão da seleção brasileira, Bruninho não pôde comparecer ao evento, pois está na Itália, onde defende o Lube Civitanova.

A dupla Ágatha/Duda (SE/PR) venceu 47 dos 64 jogos que disputou na temporada 2019 do Circuito Mundial, com um aproveitamento de 73,4%, garantindo uma das vagas aos Jogos Olímpicos de 2020. Elas conquistaram dois ouros, nas etapas de Ostrava (República Tcheca) e Tóquio (Japão), uma prata na etapa de Roma (Itália) e dois bronzes, em Viena (Áustria) e Varsóvia (Polônia). No Circuito Brasileiro, subiram ao pódio quatro vezes no ano, com um ouro, duas pratas e um broze, ficando com o vice-campeonato geral da temporada 18/19.

“Esse prêmio é um reconhecimento muito especial, significa que todo trabalho que realizamos na temporada foi feito com muita dedicação, com a colaboração de muitas pessoas. Ágatha e eu representamos um grupo grande de profissionais da nossa comissão técnica, que nos auxiliam todos os dias”, destacou a atleta.

Duda complementou: “O vôlei de praia brasileiro possui muitos times bons, somos uma modalidade que sempre conquista medalhas, e ser apontado como melhor time do ano nos motiva muito para seguir trabalhando forte, pensando no principal objetivo desde que nos juntamos, que são os Jogos Olímpicos de 2020”, concluiu Duda.

O Prêmio Brasil Olímpico premiou a boxeadora, Bia Ferreira, e o ginasta Arthur Nory como os melhores atletas do ano de 2019.

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro


Parceiros Oficiais