Sada Cruzeiro bate UPCN e é hexacampeão

Publicado em: 02/03/2019 21:56

O Sada Cruzeiro (MG) é campeão do Campeonato Sul-Americano de Clubes masculino de vôlei pela sexta vez – sendo o quarto consecutivo. A equipe dirigida pelo técnico Marcelo Mendez representou o Brasil na decisão da competição e, em mais uma grande atuação e, na noite deste sábado (02.03), derrotou o UPCN, da Argentina. O grupo cruzeirense fez 3 sets a 1 (25/19, 25/18, 21/25 e 25/16), subiu no degrau mais alto do pódio na Arena Minas, em Belo Horizonte (MG), e está classificado para o Campeonato Mundial de Clubes pela oitava vez.

O time mineiro ainda contou com dois jogadores na seleção do campeonato – o ponteiro Rodriguinho e o central Isac – além do melhor jogador do Sul-Americano: o ponteiro Sander. Outro brasileiro entre os destaques individuais foi o central Flávio, do Fiat/Minas (MG).

Após a partida, o levantador cruzeirense, Fernando Cachopa, comentou sobre a dificuldade que seu time enfrentou ao longo do campeonato. “A escola argentina apresenta um jogo um pouco diferente do nosso, eles defendem muito, erram pouco e demoramos um pouco a nos acostumar com isso e colocar um bom volume no nosso time, mas hoje jogamos muito bem taticamente e isso fez a diferença”, disse Cachopa.

Um dos grandes destaques do Sada Cruzeiro em toda a campanha, o oposto Evandro também falou sobre a sexta conquista do seu time no Campeonato Sul-Americano de Clubes.

“Sempre trabalhamos para ganhar e estamos bem felizes com isso. Sul-Americano é sempre difícil. A Argentina joga diferente do que estamos habituados, com volume de jogo maior do que nós, brasileiros. Mas, hoje entramos bem focados depois de passar uma dificuldade grande na primeira partida contra eles e ontem também contra o Obras. Nossa equipe está acostumada a disputar final e isso facilita um pouco mais. A vontade faz tudo e final é final”, disse Evandro.

Um pouco mais cedo, também neste sábado, o Fiat/Minas (MG), outro representante brasileiro na competição, acabou superado pelo Obras de San Juan, também da Argentina, por 3 sets a 0 (20/25, 25/22, 24/26 e 17/25). Insatisfeito, o central Flávio comentou sobre as falhas do seu time no jogo de hoje.

“Primeiramente, nosso objetivo era chegar na final. Não conseguimos ontem na semifinal contra o UPCN, eles foram melhores e nós pecamos demais. Hoje, o jogo desandou para o nosso lado. A equipe deles sacou bem e a nossa recepção não funcionou. Em alguns momentos, a nossa virada de bola funcionou, mas não nos momentos decisivos. No último set, faltou atitude da nossa equipe para buscar essa medalha de bronze em casa. Era muito importante subir ao pódio nesse campeonato de nível internacional. Nossos erros nos custaram essa medalha”, disse.

TABELA

26.02 (TERÇA-FEIRA)

Fiat/Minas (BRA) 3 x 1 Obras de San Juan (ARG) (21/25, 25/20, 25/22 e 25/22)

Sada Cruzeiro (BRA) 3 x 2 UPCN (ARG) (23/25, 18/25, 25/22, 25/20 e 15/11)

27.02 (QUARTA-FEIRA)

Fiat/Minas (BRA) 3 x 0 Nacional (URU) (25/23, 25/12 e 25/15)

Sada Cruzeiro (BRA) 3 x 0 Regatas Lima (PER) (25/12, 25/14 e 25/14)

28.02 (QUINTA-FEIRA)

Obras de San Juan (ARG) 3 x 0 Nacional (URU) (25/19, 25/20 e 25/22)

UPCN (ARG) 3 x 1 Regatas Lima (PER) (25/22, 21/25, 25/15 e 25/17)

01.03 (SEXTA-FEIRA)

Nacional (URU) 0 x 3 Regatas Lima (PER) (17/25, 22/25 e 13/25) – disputa pelo 5º lugar

Fiat/Minas (BRA) 0 x 3 UPCN (ARG) (25/27, 18/25 e 14/25) – semifinal

Sada Cruzeiro (BRA) 3 x 2 Obras de San Juan (ARG) (24/26, 22/25, 27/25, 25/23 e 15/13) – semifinal

02.03 (SÁBADO)

Fiat/Minas (BRA) 1 x 3 Obras de San Juan (ARG) (20/25, 25/22, 24/26 e 17/25) – disputa de 3º lugar

Sada Cruzeiro (BRA) 3 x 1 UPCN (BRA) (25/19, 25/18, 21/25 e 25/16) – final

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro


Parceiros Oficiais